Página Inicial / Geral / EMPRESÁRIO DA CONSTRUÇÃO CIVIL: PC de Guarapari prendeu nesta terça-feira (14), cinco pessoas que seriam responsáveis pelo assassinato do empresário Thiago Nossa

EMPRESÁRIO DA CONSTRUÇÃO CIVIL: PC de Guarapari prendeu nesta terça-feira (14), cinco pessoas que seriam responsáveis pelo assassinato do empresário Thiago Nossa

A Divisão de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP) Guarapari, em ação com a Delegacia Regional do município, prendeu, nesta terça-feira (14), cinco pessoas que seriam responsáveis pelo assassinato do empresário Thiago Nossa, ocorrido no dia 11 de novembro, no bairro Aeroporto, em Guarapari. Três prisões ocorreram na região de Maxinda e Bela Vista, no mesmo município, e as outras duas prisões foram efetuadas em Eunápolis, na Bahia.

As investigações tiveram início assim que a Polícia Civil do Espírito Santo (PCES) teve ciência do fato. A princípio, ela foi registrada como latrocínio pela Polícia Militar do Espírito Santo (PMES), mas, durante as primeiras diligências, começou a ser tratada como homicídio.

“Dois indivíduos invadiram o local de trabalho da vítima, tentaram simular um roubo, mas na verdade estavam cometendo um crime de mando. Eles abordaram, entraram em luta corporal e mataram a vítima”, conta o titular da Divisão de Homicídio e Proteção à Pessoa de Guarapari, delegado Franco Malini.

Na operação realizada nesta terça-feira (14), foram cumpridos mandados de prisão temporária e de busca e apreensão. Na região de Maxinda, em Guarapari, houve a prisão de um homem de 56 anos, com quem foram apreendidas munições de calibres de uso permitido. Já no bairro Bela Vista, no mesmo município, foram presos uma mulher de 44 anos e um homem de 48.

Já no município de Eunápolis, na Bahia, foram presos um homem de 27 anos e uma mulher de 26 anos.  Eles são apontados por serem mandantes, intermediadores e executores. Entretanto, as investigações ainda estão em andamento, para ver qual foi o papel de cada um dos presos e para verificar qual foi a motivação do crime que, a princípio, seria uma divergência negocial.

Todos os presos serão encaminhados ao Sistema Prisional do Espírito Santo.

Foto: Arquivo da redação

Você pode Gostar de:

Coreia do Norte dispara mais dois mísseis, é o quarto lançamento de armas neste mês

A Coreia do Norte disparou na segunda-feira (17) para o mar o que se suspeita …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *