Página Inicial / Geral / Polícia Civil liberta mãe e filho de cárcere privado 

Polícia Civil liberta mãe e filho de cárcere privado 

Policiais civis da Delegacia de Polícia (DP) de Rio Novo do Sul libertaram uma mulher de 23 anos e o filho dela, de 1 ano e meio, que vinham sendo mantidos em cárcere privado desde o dia 1º de janeiro, em uma residência na localidade de Arroio das Pedras, zona rural de Rio Novo do Sul.

O resgate ocorreu nessa terça-feira (04) e um homem de 24 anos, companheiro da vítima e pai da criança, foi preso em flagrante. Mãe e filho permaneceram presos por quatro dias. Nesse tempo, a mulher foi torturada e queimada com óleo quente. Na terça-feira (04), ela conseguiu sair de casa.

“Ela conseguiu convencer o suspeito a deixá-la sair, sob o pretexto de que iria a uma audiência no Fórum. Antes de sair, ainda ouviu mais uma ameaça: o homem disse que picaria o filho em pedacinhos, caso ela não voltasse. Uma vez livre, a mulher veio até a delegacia de Rio Novo do Sul, pediu ajuda e os policiais civis foram à residência, conseguindo libertar a criança”, relatou o titular da DP de Rio Novo do Sul, delegado José Augusto Militão.

O suspeito, que trabalha como autônomo, foi preso e conduzido à Delegacia de Polícia. Em depoimento, ele negou as agressões e o cárcere privado, alegando que a jovem se queimou fritando bolinhos.

O conduzido foi autuado em flagrante pelos crimes de tortura, cárcere privado e constrangimento a menor sob guarda em circunstância de violência doméstica. Ele foi encaminhado ao Centro de Detenção Provisória (CDP) de Marataízes, onde teve a prisão mantida pelo Poder Judiciário, em audiência de custódia.

Você pode Gostar de:

AUMENTO DE COMBUSTÍVEIS: Imposto voltará a ser corrigido por preços em fevereiro, estados decidem encerrar congelamento de ICMS

Por maioria de votos, os governos estaduais decidiram encerrar o congelamento do Imposto sobre a …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *