Página Inicial / Geral / Polícia Civil prende suspeitos de executar líder do narcotráfico

Polícia Civil prende suspeitos de executar líder do narcotráfico

A equipe da Divisão de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP) de Vila Velha prendeu, na última sexta-feira (17), três lideranças do tráfico de drogas do bairro Guaranhuns, em Vila Velha.

Eles são suspeitos de terem executado a tiros Fernando Cabeção, no bairro Divino Espírito Santo, no município, no dia 28 de junho de 2020.

As investigações apontam que a vítima, Fernando Cabeção, era líder do tráfico de drogas do bairro Guaranhus, em Vila Velha. Ele havia ficado preso por 18 anos e chefiava o tráfico da região, inclusive em Novo México.

De acordo com o titular da DHPP de Vila Velha, delegado Tarik Halabi Souki, no final de 2019, Fernando Cabeção impôs algumas regras para os comparsas dele. “Isso criou uma animosidade dentro do grupo de narcotraficantes.

Os comparsas não concordaram com as imposições estabelecidas. Foi nesse momento que foi criada uma trama criminosa com os outros líderes locais para eliminá-lo”, explicou o delegado.

De acordo com as investigações, entre as regras criadas pela vítima, estavam que nenhum traficante poderia usar drogas, enquanto vendia, e que também não poderiam receber produtos oriundos de furto e roubo, além de não poder praticar furto e roubo dentro e fora do bairro, pois tinham que ser trabalhadores exclusivos do tráfico da região e não poderiam violentar moradores do local. Fato este que motivou a execução.

Homicídio

Ainda segundo o responsável pelas investigações, Fernando Cabeção foi até a casa do pai dele para participar de um churrasco e também de uma visita por videoconferência com o seu irmão que estava preso. Durante a visita, ele estava sendo vigiado pelos seus comparsas. No final do dia, Fernando Cabeção ligou para um parente para ir buscá-lo.

“Ele entrou na BMW no banco do carona e estava indo embora. Neste momento, cinco indivíduos, sendo três em um veículo e dois em uma motocicleta, perseguiram o carro até a entrada da Terceira Ponte, em Vila Velha. Quando a BMW parou em um sinal, os comparsas cercaram o carro e efetuaram, aproximadamente, 15 disparos de arma de fogo contra Fernando Cabeção”, relatou o delegado.

Após o levantamento de imagens e produção de provas robustas, a equipe da DHPP de Vila Velha chegou à conclusão que nove indivíduos participaram da execução de Fernando Cabeção, sendo cinco executores abordo de um carro, dois em uma motocicleta, três que ajudaram a vigiar e que também que foram os mentores intelectuais do assassinato, sendo que um deles foi o responsável por conseguir os veículos usados no crime.

Após os levantamentos, a operação foi deflagrada com o objetivo de prender os indivíduos. Dois executores de 22 e 28 anos foram detidos, no bairro Xuri e Guaranhuns, em Vila Velha.

Já o mentor intelectual e também o chefe do tráfico, de 42 anos, foi preso com o apoio da DHPP de Colatina, no bairro Colúmbia.

Os nove indivíduos que participaram da execução de Fernando Cabeção se encontram com mandados de prisões temporárias expedidos pela Justiça. Com o suspeito de 42 anos foi encontrado, com a ajuda de um cão farejador, uma pequena quantidade de drogas, na residência em que se escondia.

As investigações continuam no intuito de prender os seis indivíduos restantes que participaram do crime.

Você pode Gostar de:

Coreia do Norte dispara mais dois mísseis, é o quarto lançamento de armas neste mês

A Coreia do Norte disparou na segunda-feira (17) para o mar o que se suspeita …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *