Página Inicial / Fiscalização / VÍDEO DA ENTREVISTA COLETIVA : com vice-presidente e o relator da CPI da pandemia que fazem alerta sobre abuso do direito ao silêncio

VÍDEO DA ENTREVISTA COLETIVA : com vice-presidente e o relator da CPI da pandemia que fazem alerta sobre abuso do direito ao silêncio

Reunião é encerrada e Omar reconvoca Emanuela para amanhã

O presidente Omar Aziz (PSD-AM) encerrou a reunião de hoje da CPI, convocando novamente a diretora técnica da Precisa Medicamentos, Emanuela Medrades para amanhã às 9h.

A decisão foi tomada depois que Eliziane Gama (Cidadania-MA) perguntou para a depoente se ela estaria disposta a colaborar se lhe fosse dado um tempo para descanso. Emanuela vai falar antes de seu chefe, o sócio-presidente da Precisa, Francisco Maximiano. 

Após o encerramento da reunião e a suspensão do depoimento de Emanuela Medrades, o vice-presidente e o relator da CPI concedem entrevista coletiva.

VEJA !

Alessandro e Omar ressaltam que exaustão não é justificativa

Os senadores Alessandro Vieira (Cidadania-SE) e Omar Aziz (PSD-AM) ressaltaram que “exaustão não é uma justificativa” e pedem a colaboração de Emanuela Medrades, diretora da Precisa Medicamentos, para continuar o depoimento antes de adotarem medidas mais drásticas.

Emanuela Medrades não responde ao relator

Após a retomada da reunião da CPI da Pandemia, a depoente Emanuela Andrades recusou-se a responder às primeiras perguntas feitas pelo relator da comissão, o senador Renan Calheiros (MDB-AL).

Às primeiras três perguntas do relator, a diretora da Precisa Medicamentos respondeu que iria permanecer em silêncio, por estar “exausta”.

 

Emanuela se diz ‘fisicamente exausta’

Em resposta ao senador Omar Aziz (PSD-AM), Emanuela Medrades disse que está inteiramente disposta a fornecer esclarecimentos, mas declarou que está “fisicamente exausta” e permanecerá em silêncio.

Ela reafirmou que só tinha pedido doze horas de adiamento de seu depoimento.

— É humanamente impossível passar o dia inteiro nessa tortura e depois vir até aqui e depor por mais oito horas — disse a diretora da Precisa Meducamentos, que negociou com o Ministério da Saúde a venda da vacina indiana Covaxin.

Randolfe faz alerta sobre abuso do direito ao silêncio

Depois de ler decisão do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Fux, sobre embargos de declaração interpostos pela CPI hoje, o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) afirmou que o ministro deixou claro que não pode ser tolerado o abuso do direito à não autoincriminação.

— Nenhuma direito fundamental é absoluto e não pode ser usado para obstruir a busca da verdade — afirmou o parlamentar. 

Fonte: Agência Senado

 

Você pode Gostar de:

VÍDEO/ELEIÇÕES 2022: Ministra Cármen Lúcia do STF dá cinco dias para Bolsonaro explicar mudanças do desfile de 7 de setembro no Rio

Fonte: Vídeo do YouTube/CNN BRASIL   Foto: Arquivo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.